Dias

Engraçado é a gente sentir inveja de ser o que a gente mesmo era antes de ser tocado por uma intempérie, acidente, tormentas emocionais ou o que valha.
A simples lembrança da ignorância que se tinha ontem e hoje já não é mais nos mostra quão imprevisível é a vida: às vezes temos pistas, em outras nem imaginávamos…
Lembrar que a menos de 72 horas nossa vida era a mesma, mas nós éramos outros. Que, como companheira tínhamos apenas a tolerância dos dias já vividos e hoje, apenas inquietação…
Quão singular a vida pode se transformar quando nos distraímos dela. Para o Rosa, nesses momentos de descuido é que encontrávamos a felicidade.
Para nós, tudo pode acontecer!
Essa saudade de um passado que mal passou demonstra e faz emergir de nós a criança que foge da ralhação, que escapa da explicação porque, na verdade, fez tudo sem pensar… Fez tudo pelo simples prazer de fazer e na hora do acerto, pede ao inquisidor clemência pela inocência conveniente da infância.
Essa saudade posta, apenas mostra que a vida engana quando finge apenas passar com o decorrer das horas e que vivemos lado a lado com o imprevisível das pessoas, do tempo, do gira mundo.
Tem dias…
Esses dias são…
E esses são os dias!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s