Desequilíbrio

No que consiste o amor?
De que é feito o amar?
Partes desconexas que nunca se encaixam, mas que, cegos, tentamos combinar.
Tal manipulação causa tantos desatinos, enfeitam cenários de sonhos nunca realizados.
Quando se percebe o erro, já é tarde e o estrago não tem mais remédio.
Então, num golpe de sorte, há quem dele se delicie… do amor, do grande amor. Daquele que poucos reconhecem.
O equilíbrio dessa equação nunca é alcançado.
E o saldo final é que, nesse mundo, há mais tristeza do que alegria por conta dessa conta mal feita.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s